Notícia

Rede Cuca oferece 2.597 vagas para cursos, oficinas e prática de esportes em outubro

Por: verdinha às 10:20 de 30/09/2014

Foto: Lucas Moura/ Agência Diário

Foto: Lucas Moura/ Agência Diário

A Rede Cuca abriu para este mês de outubro 2.597 vagas para cursos e oficinas de formação, além da participação em variadas modalidades esportivas. Todas as atividades são gratuitas e o período de inscrição depende do início de cada curso. O aluno deve ligar ou enviar um e-mail para rede.cuca@fortaleza.ce.gov.br para saber mais detalhes.

Mensalmente o Cuca abre matrículas para cursos de formação e esporte. Também são oferecidos shows, peças e outras atividades de difusão cultural. São atividades abertas ao público de diversas idades. No mês de outubro, estarão disponíveis 775 vagas no Cuca Barra, distribuídas para 13 cursos, duas oficinas e 16 modalidades esportivas. No Cuca Mondubim, são 850 vagas, distribuídas para 14 cursos, três oficinas e 13 modalidades esportivas. Já no Cuca Jangurussu, são 972 vagas, dsitribuídas para 19 cursos, cinco oficinas e 11 modalidades esportivas.

Para se matricular, é necessário ir a um dos Cucas entre terça e sexta, das 8h às 20h, e sábado, de 8h às 17h. É preciso ter entre 15 e 29 anos e, para aqueles menores de 18, deve-se levar cópias de documento de identificação pessoal; comprovante de residência; termo de responsabilidade assinado pelos pais ou responsáveis (disponível pela internet ou na ala de matrícula); e de documento de identificação pessoal do pai, mãe ou responsável. Os outros precisam apresentar apenas as cópias de documento de Identificação Pessoal e do Comprovante de Residência.

Confira a programação completa do mês de outubro no site para o Cuca Barra, Cuca Mondubim, Cuca Jangurussu.

Serviço

E-mail: rede.cuca@fortaleza.ce.gov.br

Facebook: facebook.com/redecuca

Twitter: twitter.com/redecuca

Instagram: instagram.com/juventudefortaleza

Cuca Barra
Local: Av. Presidente Castelo Branco, 6.417 – Barra do Ceará
Telefones: (85) 3237.4488 / 3237.4223.

Cuca Mondubim
Local: Rua Santa Marlúcia, s/nº – Mondubim
Telefones: (85) 3499.0019 / 3499.0018 / 3499.0017

Cuca Jangurussu
Local: Av. Castelo de Castro com Av. Contorno Leste – Jangurussu
Telefone: (85) 3452.5371

Notícia

Na hora de votar, eleitores não podem levar smartphones às urnas; selfie, nem pensar

Por: verdinha às 9:43 de 30/09/2014

Foto: Agência Brasil

Foto: Agência Brasil

Em tempos de selfie e redes sociais, o eleitor tem de ficar atento às regras da Justiça Eleitoral para o uso de celulares, smartphones e tablets no dia do pleito. De acordo com a assessoria do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), enquanto estiver votando, o eleitor deve deixar o aparelho em um móvel, próximo aos colaboradores responsáveis pela seção eleitoral.

“Os mesários e o presidente de mesa estão orientados a determinar que o eleitor deixe os equipamentos eletrônicos que portar com o mesário”, informou o TSE.

A legislação eleitoral proíbe o eleitor de “portar aparelho de telefonia celular, máquinas fotográficas, filmadoras, equipamento de radiocomunicação, ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto”.

Quem publicar imagens do voto pode sofrer sanções

Ainda segundo a Justiça Eleitoral, o sigilo do voto também abrange ambientes virtuais e redes sociais, ou seja, é proibido publicar imagens ou fotos do voto e quem fizer isso pode sofrer sanções. Segundo o TSE, não haverá revista de eleitores, mas as pessoas que desrespeitarem a legislação estão sujeitas a até dois anos de detenção.

Para o pesquisador de ciência e tecnologia do departamento de sociologia da Universidade de Brasília (UnB) Marcello Barra, apesar do intenso ativismo de eleitores nas redes sociais, quem busca burlar a legislação presta um desserviço à nação. “A conquista do voto secreto é uma garantia da democracia. Qualquer meio que burle esse direito é um atentado à democracia”, resumiu.

Segundo ele, o caráter sigiloso impede que as pessoas fiquem vulneráveis ao assédio para mudança de voto. “A pessoa acha que está ajudando a militância, que está motivando outros a votar, mas, na verdade, ela está prejudicando o voto. O sigilo é uma garantia aos mais fracos”, completou.

Barra lembra que a popularização dos smartphones trouxe um incremento no número de pessoas que passaram a interagir na discussão política. Segundo o especialista, o uso da internet tem modificado a forma como as pessoas entendem e participam da vida política do país. “Eu venho acompanhando esse processo há muitos anos. Esses instrumentos estão se tornando cada vez mais importantes para a democracia. Cada um coloca a sua opinião de maneira direta, é cada vez mais democrático”, ponderou.

Segundo o TSE, caso os mesários flagrem algum eleitor fotografando o voto, a orientação é que o episódio seja registrado em ata, identificando o eleitor. Caberá ao juiz eleitoral comunicar o fato ao Ministério Público Eleitoral para instauração de inquérito.

Fonte: Agência Brasil

Notícia

Após declarações de Levy Fidelix, Tiririca sai em defesa dos homossexuais

"Sou a favor do amor e cada um deve viver feliz", declarou o deputado, em sua conta no Twitter

Por: verdinha às 15:26 de 29/09/2014

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A indignação que tomou conta das redes sociais por causa das declarações polêmicas do candidato à presidência Levy Fidelix sobre os homossexuais não foi só por parte dos eleitores. Um dos poucos políticos a se manifestar sobre o assunto, Tiririca, deputado federal postulante à reeleição pelo PR-SP, usou sua conta no Twitter para sair em defesa dos homossexuais.

“Dizem que sou burro mais (sic) pelo menos não falo bobagem que nem certos candidatos… sou a favor do amor e cada um deve viver feliz!!”, escreveu o humorista e deputado.

Questionado por Luciana Genro (PSOL) sobre a união homoafetiva, no debate presidencial do último domingo (28), Fidelix afirmou que o crescimento dos casamentos gays pode reduzir o tamanho da população brasileira e sugeriu que homossexuais precisam de “ajuda psicológica”. Além disso, o candidato disse que “aparelho excretor não reproduz”, associou a homossexualidade à pedofilia e sugeriu que a maioria heterossexual da população enfrentasse a minoria gay.

Fazendo coro à maioria dos internautas que colocou a hashtag “LevyVocêÉNojento” no topo dos assuntos mais comentados do Twitter, Tiririca seguiu apoiando o movimento LGBT e disse estar “triste em saber” que vive no mesmo País de quem sente ódio quando fala de gays.

“Diz que é contra os gays mais (sic) saiba que os gay (sic) são os que mais adotam filhos da queles hetero (sic) que abandona os filhos… vão estudar!!!!”, publicou.

Para os internautas que o criticaram pelos erros de português, Tiririca citou Patativa do Assaré: “é melhor escrever errado a coisa certa do que escrever certo a coisa errada”.
 
Confira os tweets de Tiririca:

Esporte

“Jogo de futebol é extremamente machista e opressor”, diz membro de torcida gay; ouça entrevista

Por: verdinha às 14:11 de 29/09/2014

Foto: Cid Barbosa

Foto: Cid Barbosa

O programa Domingo Esportivo, com Jurani Parente, trouxe discussões a respeito do preconceito nos estádios, sobretudo a homofobia, que ainda impera entre as torcidas.

Para a professora Luiza Aguiar, que está realizando estudo sobre a história da torcida organizada Coligay do Grêmio, a temática do preconceito deve ser discutida para que as pessoas deixem de enxergar as diferenças como um problema, assim se mudará o ambiente do futebol e os jogadores se sentirão muito mais confortáveis para se assumir gays, por exemplo.

O jornalista William De Lucca, da torcida Palmeiras Livre, que é contra homofobia nos estádios, também concorda que apenas pautando esse assunto, não só dentre as torcidas, mas nos vestiários, diretorias, salas de imprensa e em todo o complexo ligado ao futebol, esse preconceito poderá acabar, no esporte e na sociedade.

Luiza Aguiar utilizou o exemplo da Coligay que teve uma recepção positiva quando surgiu. Apesar de ter tido algumas críticas de outras torcidas, o grupo de torcedores começou a ganhar uma repercussão positiva, por torcer e cantar todo o tempo nos estádios, tendo ganhado inclusive uma sala no estádio.

Ouça a entrevista na íntegra:

É necessário ter a última versão do Adobe Flash Player para a visualização desse player.

William De Lucca lembrou que os jogos de futebol são ambientes extremamente machistas e opressores, principalmente para homossexuais e mulheres, que são objetificadas pelos torcedores. Para ele, é muito improvável que um torcedor gay vá ao estádio e demonstre sua sexualidade ou um gesto de afeto e não seja agredido.

Para orientar as pessoas sobre as diferenças e eliminar o preconceito, o jornalista acredita que além de propor a discussão do assunto dentro do meio do futebol (torcedores, diretorias e dentre os jornalistas esportivos), é importante ter uma parceria com várias entidades diferentes.

“A família é uma entidade importante, sociedade é uma entidade importante e eu acho que a gente precisa cobrar, especialmente em um ano de eleição e faltando uma semana para as eleições, que o poder público também assuma essa responsabilidade. criando ferramentas de combate a homofobia, de criminalização da homofobia, criando ferramentas de ensino de diversidade, não só sexual ou afetiva, mas de toda a diversidade nas escolas. E que a gente tenha uma mudança na sociedade e não só nas torcidas. Porque as torcidas com certeza vão mudar assim que a sociedade tiver essa mudança também“, concluiu William.

 

Esporte

Fortaleza e Botafogo-PB fazem partida sem gols na penúltima rodada da primeira fase da Série C

Por: verdinha às 10:07 de 29/09/2014

Foto: Correio da Paraíba

Foto: Correio da Paraíba

Uma partida interessante de se assistir, com boas chances para os dois lados e ótimas atuações dos goleiros, foi isso que se viu na noite deste domingo (28) no jogo entre Fortaleza e Botafogo-PB. Principalmente pela atuação dos defensores Genivaldo e Ricardo, que conseguiram bloquear muitas das promissoras oportunidades e sólidas finalizações criadas durante a partida, no estádio Almeidão.

O comentarista da Rádio Verdes Mares, Wilton Bezerra, defende que o Leão deveria ter vencido o jogo. Principalmente por ter dominado no primeiro tempo. “O time do Botafogo, com Alex, ameaçou de verdade um única vez. Claro que o time botafoguense foi armado ofensivamente, com Frontini, Chapinha, Lenílson, Wanderley. Jogadores até conhecidos. Mas o Fortaleza teve o controle do jogo, apesar de algumas imperfeições de Marcelinho e Waldison, o primeiro tempo, com 0 a 0, não representou bem o que aconteceu de positivo, de superior, do Fortaleza nessa etapa”, disse.

Ouça o comentário completo de Wilton Bezerra:

É necessário ter a última versão do Adobe Flash Player para a visualização desse player.

Logo no início do primeiro tempo, ficou claro que o Fortaleza não estava acomodado com a sua já garantida liderança no Grupo A da Série C. O Leão foi ao ataque e fez uma grande pressão. Lances perigosos, em sua maioria, de Marcelinho Paraíba começaram a ditar o ritmo do jogo. O Botafogo começou uma reação aos poucos, mas nada tão contundente e promissor quanto o Tricolor. Seja quais fossem os lances, quando finalizados no gol, os goleiros de cada time não falharam em afastar. Com isso o primeiro tempo acabou sem gols.

A segunda etapa progrediu com menos jogadas de risco, em relação ao primeiro período. Contudo, isso não tornou o jogo desinteressante. Logo após algumas substituições, os times voltaram a atacar com mais objetividade. Assim seguiu a partida, mais uma vez com os goleiros salvando os melhores lances. Acabou o tempo e tudo terminou empatado, sem conversões.

O próximo confronto do Fortaleza será contra o ASA na Arena Castelão, no próximo sábado (4). Já o Botafogo-PB encontra o Águia de Marabá, no mesmo dia, no estádio Zinho de Oliveira.

Notícia

Saiba se seu local de votação para as Eleições 2014 mudou; site do TSE tem serviço

Por: verdinha às 9:02 de 29/09/2014

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já disponibilizou, em seu site, ferramenta de pesquisa para que o eleitor saiba seu local de votação para o dia das Eleições, 5 de outubro. Em Fortaleza, de acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), 62 locais de votação mudaram em relação ao último pleito, realizado em 2012.

Para tirar a dúvida, basta acessar o serviço online de local de votação do TSE, informar nome completo, data de nascimento e nome da mãe (se não constar na sua documentação, basta marcar “não consta/em branco”). Após o preenchimento desses dados, surgem as informações do domicílio eleitoral, com zona, seção, local e endereço exato. É possível imprimir e levar para o lugar de votação.

Na Capital cearense, de acordo com o TRE, eleitores dos bairros Papicu, Mucuripe, Vicente Pinzón, Praia do Futuro, Lagoa Redonda, Messejana, Edson Queiroz, Centro, Aldeota, Padre Andrade, Pici e Montese devem ficar atentos às modificações para não deixarem de votar.

Notícia

Ouça todos os blocos do debate entre candidatos ao governo do Ceará na TV Diário e Verdinha

Ailton Lopes, Camilo Santana, Eliane Novais e Eunício Oliveira debateram ideias na TV Diário e na Verdinha

Por: verdinha às 21:03 de 28/09/2014

15

Foto: Rádio Verdes Mares

A TV Diário, em parceria com a Rádio Verdes Mares, realizou, na noite deste domingo (28), o debate entre candidatos ao governo do Ceará. Todos os aspirantes ao cargo, Ailton Lopes (PSOL), Camilo Santana (PT), Eliane Novais (PSB) e Eunício Oliveira (PMDB), compareceram e dialogaram durante aproximadamente 2 horas. No primeiro debate bloco, os políticos tiveram tempo para falar sobre seus projetos. A partir do segundo, os quatro faziam perguntas entre si, sobre temas pré-estabelecidos, como segurança, infraestrutura e saúde.

Ouça primeiro bloco na íntegra:

É necessário ter a última versão do Adobe Flash Player para a visualização desse player.

Em um dos momentos mais quentes do debate, no segundo bloco, Camilo Santana usou seu tempo para dizer a Eunício Oliveira que “não tem nada a ver com o escândalo dos banheiros“. Eunício respondeu, afirmando nunca fez acusação a Camilo. “Quem está investigando o senhor é o Tribunal de Contas do Estado e o Ministério Público”, rebateu.

Ouça segundo bloco na íntegra:

É necessário ter a última versão do Adobe Flash Player para a visualização desse player.

Já Eliane Novais criticou, em alguns momentos do debate, as obras de construção do Acquario Ceará e ponte estaiada, afirmando que seu governo será focado em ações voltadas ao povo, como concursos públicos, valorização dos professores e saúde pública de qualidade.

Confira página especial de Eleições

Ailton Lopes, por sua vez, citou a lentidão nas obras do metrô de Fortaleza, que já se arrastam por 27 anos. Segundo ele, essa é uma das obras de infraestrutura fundamentais para a cidade de Fortaleza.

Ouça o terceiro bloco na íntegra:

É necessário ter a última versão do Adobe Flash Player para a visualização desse player.

Um dos temas mais recorrentes entre os citados no debate foi a segurança pública. Eunício citou que a violência tira a vida de um cearense a cada 2 horas. Camilo Santana afirmou que a ideia é combater as causas da violência, sobretudo o tráfico de drogas, investindo em lazer e educação em tempo integral.

Escute o quarto bloco na íntegra:

É necessário ter a última versão do Adobe Flash Player para a visualização desse player.

No quinto e último bloco, os candidatos tiveram tempo para fazer as considerações finais.

Ouça abaixo as considerações finais:

É necessário ter a última versão do Adobe Flash Player para a visualização desse player.
Notícia

Confira galeria de fotos dos bastidores e dos militantes do debate com os candidatos ao Governo na TV Diário

Por: verdinha às 19:57 de 28/09/2014

A TV Diário, em parceria com a Rádio Verdes Mares, realizou, na noite deste domingo (28), debate com os candidatos ao Governo do Estado do Ceará. Compareceram ao debate os quatro candidatos: Ailton Lopes (PSol), Camilo Santana (PT), Eliane Novais (PSB) e Eunício Oliveira (PMDB).  Do lato de fora dos estúdios da TV Diário, estavam diversos militantes dos candidatos.

Confira galeria de fotos:

Notícia

Jornalista Percival de Souza relata a ditadura das drogas no Brasil em livro; ouça entrevista

Utilizando o caso do jornalista assassinado por traficantes, Tim Lopes, o autor, a partir da reconstituição da morte, retrata o crime organizado e também o jornalismo investigativo no País

Por: verdinha às 12:13 de 28/09/2014

Foto: Viviane Pinheiro/ Diário do Nordeste

Foto: Viviane Pinheiro/ Diário do Nordeste

“Baleado nos pés, mãos amarradas, arrastado pelas ruas da favela como se fosse um troféu de caça. Os traficantes transpiravam ódio, furiosos com uma matéria que ele havia produzido para a TV Globo.” É a partir desse trecho, referente ao caso do jornalista morto Tim Lopes, que o jornalista e radialista Percival de Souza começa a relatar a realidade do tráfico de drogas no Brasil no livro-reportagem “Narcoditadura”.

Em entrevista para o programa “Domingo Legal” deste domingo (28) do jornalista Evandro Nogueira, da Rádio Verdes Mares, Percival conta como o trágico de drogas domina a sociedade brasileira. “Eu procuro fazer nesse meu livro um verdadeiro DNA do poderio do narcotráfico do nosso País. Como são os tentáculos, até onde eles chegam, a sua organização, o seu atrevimento. E até o título do livro é provocativo, quer dizer: Narcoditadura venha ser, nada mais, nada menos, que a ditadura que o tráfico nos impõe. O domínio sinistro da sociedade”, revela.

Utilizando o caso do jornalista assassinado por traficantes, Tim Lopes, o autor, a partir da reconstituição da morte, retrata o crime organizado e também o jornalismo investigativo.

Ouça a entrevista na íntegra:

É necessário ter a última versão do Adobe Flash Player para a visualização desse player.

Em relação ao crime organizado, Lucival afirma que não ele não existe sem a participação de agentes do Estado. “Por agentes do Estado você pode fazer uma avaliação múltipla para ter uma ideia desse espectro gigantesco. Eu tive, recentemente, num encontro de chefes de polícia realizado nos Estados Unidos, que reúne os xerifes todos do planeta”.

Ainda segundo Lucival, mais da metade da porcentagem do número de drogas remetidas pelos traficantes chega ao seu destino. ”Hoje, em todo mundo, das drogas remetidas pelos traficantes, 85% do total chega a seu destino, ou seja, é transportada, vendida, comercializada e consumida. Por esse dado assustador, você tem ideia de como andam as coisas. No conjunto geral, a repressão consegue sucesso apenas em 15% do tráfico de drogas.”

Notícia

Inscrições para bolsas do Ciência sem Fronteiras terminam nesta segunda-feira (29)

Interessados devem se inscrever na página do programa na internet

Por: verdinha às 11:23 de 28/09/2014

Foto: Alex Costa/ Diário do Nordeste

Foto: Alex Costa/ Diário do Nordeste

O Programa Ciência sem Fronteiras está com inscrições abertas, até esta segunda-feira (29), para graduação sanduíche em 21 países - Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, China, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Japão, Noruega, Nova Zelândia, Polônia, Reino Unido e Suécia. As inscrições podem ser feitas na página do programa na internet.

Para participar, os estudantes devem ter nota global igual ou superior a 600 no Exame Nacional do Ensino Médio, em qualquer edição a partir de 2009. É preciso ter concluído o mínimo de 20% e máximo de 90% do currículo previsto para o curso.

O aluno deve apresentar teste de proficiência no idioma aceito pela instituição de destino. Além disso, é preciso a homologação da inscrição pela instituição de educação superior de origem.

O candidato precisa estar cursando uma das áreas contempladas pelo programa: ciências exatas, matemática, química e biologia, engenharias, áreas tecnológicas e da saúde.

Os estudantes selecionados recebem uma mensalidade na moeda local, auxílio-instalação, seguro saúde, auxílio-deslocamento para aquisição de passagens aéreas e auxílio-material didático para compra de computadores portáteis ou tablets.

Lançado em 2011, o programa tem como meta a concessão de 101 mil bolsas. Até o final de junho, foram concedidas 83 mil bolsas em todas as modalidades.

Com informações da Agência Brasil