Publicidade

Notícias

Estudo aponta que maioria de armas retidas no Ceará são de origem brasileira

Por: verdinha às 8:57 de 12/06/2018

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

De acordo com estudo inédito realizado pelo Instituto Sou da Paz, revelado na última segunda segunda-feira (11), 80,8% das armas encontradas no Ceará são de origem brasileira. A pesquisa foi feita a partir de dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) e pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE). Nela, afirma-se que a maioria das armas apreendidas nos crimes no Ceará são de cano curto, como revólveres e pistolas, e de calibre do tipo permitido.

No período de estudo realizado entre janeiro de 2016 e junho de 2017, foram apreendidas, no Ceará, 7.752 armas, das quais, 6.265 eram fabricadas no Brasil. Ainda de acordo com a Sou da Paz, os índices provam que a utilização de armas no Ceará é majoritariamente fruto do tráfico internacional.

Além disso, no período analisado de 18 meses corridos, o relatório mostra que das armas apreendidas dentro do Estado, 44% eram registradas no Ceará, enquanto 11% vinham de estados da divisa, como Rio Grande do Norte, Piauí, Pernambuco e Paraíba. O restante tem registro de notas mais longas.

A análise também foi responsável por explicitar quais eram as marcas e os modelos de cada armamento tirado de circulação. Assim, foram divulgadas, pelo instituto, tabelas que indicam a fabricação das armas. Nele, foi possível notar que 53% das armas do estudo foram fabricadas antes dos anos 2000, sendo 35,9% datadas entre 1990 e 1999. Assim, fica comprovado que o estado possui várias armas antigas que ainda estão em circulação.

Comentar

Identificação

Se estiver com pressa, conecte-se a uma dessas redes para preencher seu cadastro.


Comentários(0)