Publicidade

Notícias

Casos de dengue e chikungunya em Fortaleza caem mais de 95% em relação ao ano passado

Por: verdinha às 10:02 de 03/04/2018

Foto: Arquivo

Foto: Arquivo

O número de diagnósticos de dengue e chikungunya, ambas transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, apresenta uma queda de mais de 95% em relação aos primeiros meses de 2017.

Em relação à chikungunya, de janeiro a março do ano passado, 10.500 casos foram registrados em Fortaleza, enquanto no mesmo período em 2018, ocorreram 186 casos, com uma morte, contabilizando uma queda de 98,2%. Já os casos de dengue apresentam diminuição em 96,19%. Nos primeiros meses de 2017, 5.800 casos foram registrados, enquanto, em 2018, 221 diagnósticos foram apurados.

A queda dos casos, segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza (SMS), era esperada, uma vez que a população se tornou resistente aos vírus. Os mesmos sorotipos de dengue e chikungunya são propagados há muito tempo, tornando menos provável que a mesma pessoa seja diagnosticada com a mesma doença por mais de uma vez.

Prevenção

Mesmo com a diminuição significativa, a SMS reforça a importância dos métodos de prevenção, uma vez que os meses de abril e de maio são muito perigosos quanto à proliferação das doenças, pois são meses caracterizados por grande quantidade de chuvas.

Leia mais

Aedes aegypti assusta em época chuvosa no Ceará; abril e maio são meses preocupantes

 

Comentar

Identificação

Se estiver com pressa, conecte-se a uma dessas redes para preencher seu cadastro.


Comentários(0)