Publicidade

Notícias

Reunião definirá situação de barracas da faixa de areia da Praia do Futuro

Por: verdinha às 10:10 de 13/09/2017

Foto: Bruno Gomes/Diário do Nordeste

Foto: Bruno Gomes/Diário do Nordeste

Depois de uma reunião entre o Ministério Público Federal (MPF), o Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor) e o Fórum Permanente para Requalificação da Praia do Futuro, ocorrida no dia 5 de setembro, foi decidido que as barracas que estão na faixa de areia da Praia do Futuro serão retiradas. O projeto proposto pela Prefeitura de Fortaleza apresenta a padronização do modelo das barracas e o espaçamento proporcional entre cada uma delas, além de sugestões de urbanização na área.

Segundo o coordenador do projeto Fortaleza 2040, Fausto Nilo, acontecerá outra reunião, no próximo dia 26, com a presença dos barraqueiros, do MPF e do Fortaleza 2040, a fim de chegar a um consenso de quais ações devem ser realizadas. Fausto Nilo afirmou, ainda, que a definição da última reunião aconteceu com o objetivo de beneficiar todo o perímetro da Praia do Futuro, não somente a área destinada às barracas.

Desde 2005, a discussão da retirada das barracas da Praia do Futuro é pautada. Em dezembro daquele ano, o MPF do Ceará e a União formalizaram um pedido para que as barracas saíssem da faixa de areia da praia. Apenas em agosto de 2013, o Tribunal Regional Federal da 5ª Região negou o pedido e manteve as barracas na faixa de areia.

Em março de 2017, o julgamento para a retirada foi suspenso, e a Advocacia Geral da União (AGU) defendeu a demolição das 154 barracas da Praia do Futuro. Ainda no começo deste ano, a Justiça resolveu retirar as barracas irregulares do local, e o Fórum Permanente para Requalificação da Praia do Futuro organizou a primeira reunião para discutir o tema.

Comentar

Identificação

Se estiver com pressa, conecte-se a uma dessas redes para preencher seu cadastro.


Comentários(0)