Publicidade

Notícias

Cid Gomes é acusado de negociar propina de R$ 20 milhões para campanha eleitoral

Por: verdinha às 17:13 de 19/05/2017

Foto: Agência Diário

Foto: Agência Diário

O ex-governador do Ceará, Cid Gomes (PDT) foi citado na delação à Procuradoria-Geral da República do empresário Wesley Batista, irmão de Joesley, executivos do grupo JBS. Wesley acusa Cid Gomes de solicitar e negociar uma suposta “contribuição” de R$ 20 milhões de reais em 2013 para a campanha de Camilo Santana, atual governador do Estado.

O empresário afirmou que Cid Gomes teria ido pessoalmente ao escritório do grupo, em São Paulo, para fazer o pedido. Dias depois, segundo a delação, o ex-governador enviou o deputado federal Antônio Balhmann e o atual secretário de Turismo do Estado, Arialdo Pinho. A proposta, aceita pelo empresário, foi abater os R$ 20 milhões de reais em restituições do ICMS.

A redação da Verdinha tentou contato por telefone com o ex-governador, mas as ligações não foram atendidas. Em nota, enviada pela assessoria de Comunicação, Cid Gomes afirma que repudia o conteúdo da delação e que nunca recebeu dinheiro dos empresários. Confira nota:

“Repudio referências em delação que atribuem a mim o recebimento de dinheiro. Nunca recebi um centavo da JBS. Todo o meu patrimônio, depois de 34 anos trabalhando é de 782 mil reais (IRPF2016), tendo sido duas vezes deputado, duas vezes prefeito e duas vezes governador.”

Cid Gomes

Comentar

Identificação

Se estiver com pressa, conecte-se a uma dessas redes para preencher seu cadastro.


Comentários(0)