Publicidade

Notícias

Sem transmissão em grandes canais, abertura das Paralimpíadas é marcada por brasilidade

Apesar da grandiosidade, apenas um canal aberto transmitiu a cerimônia.

Por: verdinha às 10:33 de 08/09/2016

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Mais um belo show tomou o gramado do Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro, na abertura dos Jogos Paralímpicos 2016. Com muita dança, música brasileira e projeções iluminadas, o espetáculo encantou o público. Porém, apesar da grandiosidade, apenas um canal aberto, a TV Brasil, transmitiu a cerimônia.

Assim como nas cerimônias dos Jogos Olímpicos, a organização usou muitos recursos de projeção de luz para simular cenários e interagir com os figurantes. O Hino Nacional foi executado pelo renomado pianista e maestro brasileiro João Carlos Martins, mundialmente reconhecido por sua habilidade, mesmo com as mãos parcialmente atrofiadas por uma série de problemas físicos.

No final, o nadador Clodoaldo Silva acendeu a pira paralímpica e deu início aos jogos.

Confira galeria de imagens:

Vaias
Quando presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, agradeceu aos governos federal, estadual e municipal, foram ouvidas vaias, aplausos, gritos de Brasil, “Fora Temer” e assobios. O presidente do comitê ficou em silêncio por instantes enquanto a arquibancada mostrava diferentes tipos de reação.

Pira paraolímpica
A ex-atleta brasileira Márcia Malsar levou a tocha por parte do campo do Maracanã. Ela fez parte da delegação brasileira que ajudou a impulsionar o esporte paraolímpico com a boa campanha nos Jogos de Nova York/Stoke Mandeville-1984.

Márcia, que tem paralisia cerebral, caminhava com muita dificuldade, mesmo com auxílio de uma bengala. No meio do trajeto, Márcia caiu no chão. No mesmo instante em que era ajudada a se levantar, o público ficou de pé e começou a aplaudir a ex-atleta.

A para-atleta pegou a tocha do chão e se levantou devagar, muito aplaudida. Cada passo restante era acompanhado pelas palmas do público até que ela entregasse a tocha para a ex-velocista Ádria Santos. O escolhido para fechar o revezamento foi o nadador brasileiro Clodoaldo Silva.

Comentar

Identificação

Se estiver com pressa, conecte-se a uma dessas redes para preencher seu cadastro.


Comentários(0)