Publicidade

Esportes

Torcedoras do Ceará se manifestam contra chegada de jogador acusado de agredir ex-noiva

Por: verdinha às 14:07 de 19/04/2018

Foto: Diário do Nordeste

Foto: Diário do Nordeste

O atacante Juninho, ex-Sport, está muito próximo de fechar com o Ceará, para a disputa da Série A deste ano, e o contrato deve durar até o final da temporada. Como foi explicado pelo Portal Verdinha em matéria da última quarta-feira (18), o jogador está na Capital para acertar com o clube e, inclusive, já começou a treinar. No entanto, a chegada do atleta gerou manifestações contrárias por parte da torcida feminina da equipe, uma vez que Juninho é indiciado por agressão a sua ex-noiva, com quem teve um relacionamento de cinco meses.

O piauiense de 19 anos foi acusado, pela vítima, de uma série de agressões, tanto físicas, quanto verbais, e de ameaçá-la várias vezes, durante todo o tempo da relação. Segundo ela, que não teve nem o nome nem a imagem divulgados, a situação chegou ao limite quando foi agredida e ameaçada com uma faca, depois de saírem de uma festa e irem para a residência do jogador. Na época do ocorrido, em outubro do ano passado, o advogado do atleta argumentou que a moça não tinha aceitado o fim da relação.

Com isso, foram várias as mensagens de repúdio de alguns torcedores e torcedoras do Ceará nas redes sociais do clube, contra a contratação de Juninho. “Não queremos esse Juninho aqui. Mandem esse cara embora, ainda dá tempo”, declarou uma torcedora no Twitter. “Espero que o novo agressor nem seja apresentado. Por mim, ele pode fazer mil gols, levar a gente pra Libertadores, que vou continuar contra esse traste. Quer ficar limpo, então pague pelo que fez. Até lá, nenhuma torcedora merece esse ser no seu time do coração. Bola mega fora”, escreveu outra. Um torcedor também se posicionou: “Minha namorada ia fazer o sócio hoje mas depois do desserviço que vocês fizeram, desistiu”.

O Ceará foi procurado pelo Portal Verdinha para saber qual o posicionamento do clube quanto à contratação do jogador e ao protesto da torcida, mas, por meio da assessoria de imprensa, declarou que, por enquanto, não irá se pronunciar sobre o caso.

Caso Wescley

Em maio de 2016, quando ainda não havia sido regularizado pelo Ceará, o meia Wescley também foi acusado de agressão contra a namorada, na época, grávida de três meses. Torcedoras do clube se manifestaram naquele ano e, também, no retorno do atleta ao time, para a temporada 2018.

Manifestação de torcedoras do Fortaleza

O jogador também estava na mira do Fortaleza. Na última semana, as especulações sobre o assunto aumentaram, e a torcida feminina do clube tricolor também repudiou a chegada do atleta. Clezia Lima, integrante do coletivo “Torcedoras do Leão”, explica como as mulheres reagiram hipótese da contratação de Juninho: “Quando jornais daqui e de Pernambuco começaram a anunciar a vinda dele para o Fortaleza, começamos a nos manifestar. Muitos torcedores também aderiram, e a pressão foi muito forte. Horas depois, chegou a confirmação da diretoria de que ele não vinha”. E completou: “Nós não queremos um jogador com esse perfil no nosso clube, porque pensamos que tipo de imagem nós vamos estar passando da nossa torcida”.

Tags: ,

Comentar

Identificação

Se estiver com pressa, conecte-se a uma dessas redes para preencher seu cadastro.


Comentários(0)