Publicidade

Esportes

Clássico-Rei: Relembre jogos emocionantes entre Fortaleza e Ceará nos últimos anos

Por: verdinha às 17:13 de 20/01/2017

O Clássico-Rei é sinônimo de emoção. Os maiores clubes do Estado, Fortaleza e Ceará já proporcionaram grandes espetáculos para os torcedores. Muitos desses jogos, inclusive, resolvidos nos últimos minutos. O portal Verdinha Online relembrou algumas dessas partidas que marcaram o principal confronto das terras alencarinas.

2006 – O ano do tetra?

Ceará surpreendeu no Cearense de 2006. (Foto: Kiko Silva/Agência Diário)

Ceará surpreendeu no Cearense de 2006. (Foto: Kiko Silva/Agência Diário)

O Campeonato Cearense de 2006 parecia ter um campeão, antes mesmo de começar. Na época, o Fortaleza jogava a Série A do Campeonato Brasileiro e havia feito grandes contratações. Nomes como o meia Preto Casagrande, ex-Fluminense, o volante Galeano e o atacante Finazzi, ex-Atlético-PR. O Ceará, por sua vez, passava por problemas financeiros e as aquisições eram de atletas até então desconhecidos. Para completar, as duas partidas da fase classificatória foram goleadas do Leão sobre o Vovô: 6×3 e 4×0.

Ouça o gol:

No certame, o Leão passou por cima dos adversários e se classificou para final com certa tranquilidade. O Vovô, entretanto, precisou de uma arrancada para estar entre os quatro primeiros colocados. Na semifinal, enfrentou o Icasa e avançou depois de muita dificuldade. O título tricolor parecia certo, mas o futebol surpreende. Na final, o técnico Zé Teodoro fez o que parecia impossível: venceu os dois jogos pelo placar de 1×0 e adiar o sonho do tetracampeonato leonino.

Ouça a opinião de Déo Luis:

2012 – Times equiparados, jogos emocionantes

Ceará "devolve" a derrota. (Foto: Kid Jr./Agência Diário)

Ceará “devolve” a derrota. (Foto: Kid Jr./Agência Diário)

Se em 2006 o favorito era o Fortaleza, no ano de 2012 o favoritismo mudou de lado. O Ceará era o atual campeão cearense e havia acabado de cair da Série A do Campeonato Brasileiro. Porém, no futebol se diz que o clássico é decidido nos detalhes e, em 2012, essa afirmativa se fez presente em todos os Clássicos-Rei. Logo no primeiro encontro, o Leão derrotou o Vovô com um gol de falta nos últimos minutos e levou os tricolores a loucura em um Presidente Vargas abarrotado.

Ouça o gol:

A vitória sobre os alvinegros, nos minutos finais, deu ânimo para o time comandado por Nedo Xavier. Entretanto, na segunda vez em que se encontraram, a vitória foi do Ceará. Assim como na partida anterior, os detalhes foram cruciais para o resultado final. O herói foi o zagueiro Erivelton que, depois de uma cobrança de escanteio, cabeceou a bola para o fundo das redes.

Ouça a opinião de Déo Luis:

2015 – A quebra de tabu alvinegro

O gol de Maranhão quebrou o tabu alvinegro. (Foto: Kid Jr./Agência Diário)

O gol de Maranhão quebrou o tabu alvinegro. (Foto: Kid Jr./Agência Diário)

As mais de 30 mil pessoas presentes na Arena Castelão viram um Clássico-Rei histórico, em março de 2015, marcado pelo gol de virada do atacante tricolor Maranhão, ex-Ceará, que quebrou um tabu de 13 jogos sem vencer do rival. A última vez que o Fortaleza tinha ganhado do alvinegro foi em 2012, também no Campeonato Cearense.

Ouça o gol:

Uma semana antes dessa partida, o Fortaleza tinha perdido para o Ceará por 1 a 0, com gol de William. A derrota para o Vovô, somados a resultados negativos na competição fizeram o técnico do Leão, Nedo Xavier, ser demitido. Para o seu lugar, entrou Marcelo Chamusca. No Clássico-Rei seguinte, o Leão começou perdendo, mas logo Daniel Sobralense empatou a partida, assim, o primeiro tempo acabou em 1 a 1. Nos minutos finais do jogo, o atacante Maranhão saiu do banco de reservas para fazer história e virar o jogo com um golaço. Dado o apito final, a torcida tricolor soltou o grito de alívio que incomodava a quase três anos.

Ouça a opinião de Carlos Cassiano:

2015 (final) – Cassiano, o herói tricolor

No último minuto, Cassiano garantiu o título do Leão. (Foto: Kid Jr./Agência Diário)

No último minuto, Cassiano garantiu o título do Leão. (Foto: Kid Jr./Agência Diário)

Dois meses depois, os amantes do futebol cearense viram mais um Clássico-Rei emocionante. Com o Castelão lotado, o Leão tirou o pentacampeonato do Ceará aos 47 do segundo tempo, quando o título já estava sendo encaminhado para Porangabuçu. Antes dos dois jogos da final, o Vovô havia sido campeão da Copa do Nordeste e estava sendo cotado como favorito para conquistar o Estadual. Na primeira partida da final do Cearense, o tricolor venceu por 2 a 1 e ganhou a vantagem do empate para se consagrar campeão na decisão.

Ouça o gol:

O segundo jogo foi para tirar o fôlego de qualquer torcedor. O Ceará estava perdendo por 1 a 0, mas nos últimos 15 minutos foi para cima do tricolor e conseguiu fazer dois tentos, virando a partida. Enquanto a torcida alvinegra comemorava já o título, o atacante tricolor Cassiano, que tinha saído do banco de reservas, empatou a partida nos últimos minutos e fez o time do Pici botar a mão na taça e, de quebra, tirar o penta do rival.

Ouça a opinião de Carlos Cassiano:

Comentar

Identificação

Se estiver com pressa, conecte-se a uma dessas redes para preencher seu cadastro.


Comentários(0)