Publicidade

Esportes

Espanha vence Itália nos pênaltis e enfrentará o Brasil na final da Copa das Confederações

Por: verdinha às 19:10 de 27/06/2013

Espanha começou mal, mas recuperou favoritismo ao longo do jogo. Foto: Agência Reuters

Espanha começou mal, mas recuperou favoritismo ao longo do jogo. Foto: Agência Reuters

A Espanha venceu a Itália por 7 a 6 nos pênaltis pelas semifinais da Copa das Confederações nesta quinta-feira (27), na Arena Castelão, em Fortaleza. Com o resultado, o Brasil enfrenta a seleção espanhola na final da competição no próximo domingo, às 19h da noite, no Maracanã, e disputa o quarto título da Copa.

Itália quebrou o favoritismo espanhol no primeiro tempo

A partida começou com a seleção espanhola botando pressão. Com 2 minutos de jogo, Pedro pegou a bola na entrada da área e chutou rasteiro para o gol italiano, mas desperdiçou. O primeiro chute a gol Espanhol seria um dos poucos ao longo do primeiro tempo.

A Itália conseguiu revidar a pressão inicial em contra-ataques e ótimas jogadas. Aos 16 minutos, De Rossi lançou para o lateral Maggio na entrada da área. Com o Cassillas adiantado, o lateral deu um toque de cabeça na bola para o gol, mas o goleiro espanhol conseguiu defender. Logo depois, aos 18, Giaccherini chutou para Maggio na direita, que cabeceçou de leve de dentro da área, mas mandou a bola para fora.

> Técnico do Corinthians assiste ao jogo entre Espanha e Itália em Fortaleza

> Shakira reforça torcida da Espanha na Arena Castelão

Com a seleção italiana se mostrando mais objetiva, restaram poucas oportunidades ao time espanhol que, aos 36 minutos, a Espanha perdeu boa chance de abrir o placar. Fernando Torres driblou o zagueiro italiano Barzagli e, dentro da área, chutou para o lado direito do gol, mas a bola foi para fora. Logo depois, a Itália voutou a colocar pressão com uma jogada individual de Giaccherini, que mandou a bola direto para o rebote das mãos de Casillas. De Rossi aproveitou a sobra, mas o goleiro mandou a bola para longe.

Espanha cresceu no segundo tempo, mas não conseguiu evitar a prorrogação

No segundo tempo, a Espanha deu sinal de que iria recuperar o favoritismo e conseguiu manter o jogo mais equilibrado. Aos 3 minutos, Iniesta ficou frente a frente com o goleiro Buffon, mas mandou a bola para fora. A seleção espanhola tentou marcar também aos 11 minutos com Navas, que chutou cruzado, mas o goleiro Buffon defendeu. Aos 23, a Itália chegou em cima do gol com Marchisio chutando de dentro da área, mas o zagueiro espanhol Piqué travou o chute na hora certa.

No final do segundo tempo, a situação era dramática, já que nenhuma das duas equipes havia marcado.Fernando Torres conseguiu passar por 2 jogadores dentro da área e mandar para Piqué que,livre, bateu muito forte e mandou a bola para cima do gol italiano. Essa foi mais uma chance desperdidaça pelo time espanhol que, ao longo do segundo tempo, conseguiu crescer no jogo.

Seleção espanhola dominou a prorrogação, mas não conseguiu matar a partida

A Itália perdeu uma das melhores oportunidades de aniquilar o jogo. Aos 2 minutos de prorrogação, Giacheriini,mandou uma bomba de dentro da área de primeira no travessão. A Espanha revidou logo depois com ótimas oportunidades de gol. Iniesta tocou por cima para para Jordi Alba que pegou a bola de primeira e madou para cima do gol.

Nos 15 minutos finais, a Espanha mostrou que não queria levar a partida para os pênaltis. Mata recebeu na entrada da área e chutou para fora, ao lado do gol. Xavi bateu para o gol no finalzinho da prorrogação, Buffon espalmou, Javí Martinez, aproveitou a sobra, mas errou o alvo. Não teve jeito.

Nos pênaltis, Espanha finalmente se classificou para a final

Na primeira rodada dos pênaltis, todos conseguiram marcar. Na segunda penalidade da segunda rodada, quando o placar estava em 6 x 6, Bonucci atirou a bola por cima da trave. Na cobrança seguinte, Navas converteu o gol e, finalmente decidiu o jogo.

Comentar

Identificação

Se estiver com pressa, conecte-se a uma dessas redes para preencher seu cadastro.


Comentários(0)