Entretenimento

Shopping de Fortaleza estreia cinema ao ar livre com exibição de filmes clássicos

Por: verdinha às 9:52 de 27/11/2014

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Quinto andar. Ao ar livre. A primeira edição do CineView, que aconteceu na última terça-feira (25) no Shopping Iguatemi em Fortaleza, reuniu cinéfilos e curiosos para saber como se dava assistir a um filme a céu aberto. O clássico “Cantando na Chuva”, dirigido por Stanley Donen e Gene Kellyfoi o primeiro a ser assistido pelo público do projeto, que tem parceria com a equipe do Cinema com Rapadura.

No último andar do estacionamento coberto do Iguatemi, a proposta, além de inédita na cidade, quis trazer ao público conforto e privacidade. “A ideia era pegar um espaço aberto, mas que ainda sim fosse um pouco reservado. A gente pensou em fazer no 5º andar do estacionamento coberto [do shopping Iguatemi] que aí teríamos toda uma privacidade e ainda seria a céu aberto. A ideia era reunir pessoas que são apaixonadas por cinema, passar um filme clássico e ter toda a experiência de cinema ao ar livre”, destaca Jurandir Filho, criador do Cinema com Rapadura.

A fim de trazer a exibição de filmes de maneira diferente, para além das telas de cinema, de casa ou de restaurante, foi-se pensado uma nova maneira de ver cinema para a cidade de Fortaleza. Para Jurandir, “um cinema ao ar livre seria diferente para a Capital”.

Em relação ao tipo de filme, a equipe pensou em trazer clássicos do cinema para uma homenagem ao gênero. “A gente pensou em passar filmes um pouco mais artísticos, a gente não quer competir com o cinema. O do Iguatemi já é muito forte, os filmes comerciais que chegam lá são muitos fortes. Queremos fazer mais homenagens ao cinema. ‘Cantando na Chuva’ foi um exemplo. A gente quer trazer outros filmes como ‘Cinema Paradiso’, os filmes clássicos do Chaplin”, ressalta.

Nesta primeira edição, que foi para convidados do shopping por ser uma experiência inicial, teve pipoca e guloseimas para todos. “Todo mundo saiu maravilhado porque para muitos ali foi a primeira experiência assistir ao ar livre, ter essa liberdade de cenário”, relembra Jurandir, que também explica que a ideia do Cine View tem mais um caráter de homenagem do que propriamente um caráter comercial.

O 1º CineView Iguatemi veio como experimento e, de acordo Jurandir, estará na programação do shopping a partir de 2015, mesmo sem data definida. “Pelo resultado que a gente teve nesse 1º Cine View, já foi criada uma programação para 2015. Só que não foi decidido ainda se será uma vez por mês, uma vez a cada dois meses. A gente quer fazer uma programação para o ano todo.” O Iguatami pretende convidar para o Cine View pessoas que tenham relacionamento com o shopping, além dos clientes.

Notícia

Senado aprova projeto que garante guarda compartilhada de filhos de pais separados

Por: verdinha às 18:52 de 26/11/2014

Foto: Francisco Viana/Diário do Nordeste

Foto: Francisco Viana/Diário do Nordeste

O plenário do Senado aprovou, nesta quarta-feira (26) o projeto de lei que garante a guarda compartilhada de filhos de pais divorciados, mesmo que não haja acordo entre as partes. A matéria tinha sido aprovada de manhã, pela Comissão de Assuntos Sociais, e foi enviada, em regime de urgência, para apreciação pelo plenário da Casa, passando à frente de outras pautas na fila de votação.

O texto muda a atual redação do Código Civil, que tem induzido juízes a decretarem guarda compartilhada apenas nos casos em que há boas relações entre os pais após o fim do casamento. A ideia é que esse tipo de instituto seja adotado justamente quando se faz mais necessário: nas separações conflituosas.

O projeto prevê também a necessidade de divisão equilibrada do tempo de convivência dos filhos com cada um dos pais. Além disso, estabelece multa para escolas e estabelecimentos que se negarem a dar informações sobre o filho a qualquer um dos pais. Ainda segundo o projeto, serão necessárias autorizações dos dois pais para os casos em que o filho menor de idade venha a mudar de município ou em caso de viagem ao exterior.

A aprovação foi comemorada pelo presidente da Associação de Pais e Mães Separados (Apase), Analdino Rodrigues Paulino. “Foi uma vitória fantástica, nós estamos há 12 anos lutando pela guarda compartilhada”, disse.

Segundo Paulino, existem 20 milhões de crianças e adolescentes filhos de pais separados, que serão beneficiados com a lei. Para ele, a lei vai atender justamente os casais que não têm acordo, para garantir que as crianças tenham convivência com os dois lados.

“O casal vai combinar, e a Justiça homologa. Se o casal não combinar, o juiz vai determinar [o funcionamento da guarda] e procurar fazer a divisão de tempo da forma mais equânime possível. Se o pai tem mais tempo para cuidar, ele fica mais tempo com a criança, se a mãe tiver mais tempo, ela ficará mais tempo. Mas os dois terão a guarda e o direito garantido”, disse.

O projeto transforma a guarda compartilhada em regra, e não mais em exceção a ser buscada na Justiça. No entanto, ele prevê dois casos em que ela não será adotada: em caso de o juiz avaliar que um dos pais não esteja apto para cuidar do filho, ou nos casos em que um deles manifeste desejo de não obter guarda.

As informações são da Agência Brasil

Notícia

Deputados devem aumentar salários para R$ 33 mil

Por: verdinha às 16:52 de 26/11/2014

Foto: Agência Brasil.

Foto: Agência Brasil.

Os parlamentares pretendem aumentar, a partir de janeiro, seus próprios salários, o da presidente Dilma Roussef, do vice, Michel Temer, e dos 39 ministros. A previsão, segundo informações do jornal Estadão, é de reajuste de R$ 26.723 para R$ 33.769. O valor é baseado no acumulado dos últimos quatro anos do índice oficial de inflação (IPCA), que segundo os técnicos é de 26,33%.

Além do salário, os congressistas já têm direto a um apartamento funcional ou auxílio-moradia de R$ 3.800 e verba indenizatória de até R$ 41 mil para deputados e R$ 44,2 mil para senadores. O último aumento dado aos parlamentares foi em dezembro de 2010.

O reajuste deve ser inserido no projeto de Lei Orçamentária de 2015, que deverá ser votado antes do recesso de fim de ano, no dia 22 de dezembro. Dessa forma, o reajuste passa a valer em 2015. Só o aumento salarial dos deputados já deverá ter um impacto de aproximadamente R$ 82 milhões nos cofres públicos.

Primeiro, os parlamentares devem aprovar um aumento para os ministros do Supremo Tribunal Federal – atualmente, fixado em R$ 29,4 mil – para que o reajuste seja concretizado, pois é isto que define o teto constitucional dos salários dos servidores.Um projeto em andamento no Judiciário prevê elevação para R$ 35.9 mil.